BíbliaNotícias

Crise humanitária: Pastor sul-coreano detido por ajudar refugiados norte-coreanos na Rússia

Baek Kwang-Soon, um pastor sul-coreano, é conhecido por seu trabalho humanitário em Vladivostok, Rússia, onde se dedica a auxiliar refugiados norte-coreanos, além de prestar assistência a trabalhadores tailandeses e russos em situação de dificuldade. Ele é uma figura respeitada por sua dedicação à causa humanitária na região.

Fundação Global Love Rice Sharing

Baek é atuante na fundação “Global Love Rice Sharing”, uma organização comprometida em fornecer auxílio alimentar e assistência social a indivíduos em necessidade. Seu trabalho se estende principalmente aos refugiados norte-coreanos, que muitas vezes enfrentam condições difíceis ao buscar meios de subsistência na província de Primorsky, na Rússia.

No entanto, em janeiro deste ano, Baek e sua esposa foram detidos logo após chegarem a Vladivostok, vindos da China, onde pegaram um trem expresso. Enquanto sua esposa foi prontamente liberada após negarem as suspeitas contra ela, Baek permaneceu detido sob a falsa acusação de “espionagem”. A notícia da prisão veio à tona após dois meses de sigilo, quando a agência de notícias russa TASS tornou o caso público.

A organização em que Baek trabalha negou categoricamente qualquer envolvimento dele em atividades de espionagem, destacando sua dedicação ao trabalho humanitário e sua contribuição para ajudar os necessitados na região. No entanto, a detenção de Baek representa o início de uma repressão por parte do governo russo às atividades missionárias que auxiliam os refugiados norte-coreanos na Rússia, levantando sérias preocupações sobre a liberdade de atuação de organizações humanitárias na região.

Lucas Alves

Jornalista e colaborador do Diário da Fé.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo